• Pr. Henrique Lino da Silva

Tesouros



“Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!” (Mateus 6:19-23)

É interessante que todo o ensinamento de Jesus é contrário ao enriquecimento, à busca por realizações financeiras, mas os pregadores modernos, para atraírem as pessoas a suas denominações, inventaram, criaram a famigerada pregação, ensino teológico de prosperidade. Jesus nos mostra que não devemos nos preocupar em juntar dinheiro aqui, pois, além de haver muitos ladrões para nos roubar, isso pode nos conduzir para longe do Senhor. Nós devemos juntar riquezas no Céus, e aqui nos dedicar a viver em conformidade com a Palavra de Deus, sabendo que devemos simplesmente viver na prática de santificação, e quem assim vive não tem tempo e nem disposição para ficar correndo atrás de dinheiro. Se o nosso coração está em coisas materiais, então não estamos no Senhor, pois são opostos, assim, se realmente somos pessoas compromissadas com Cristo, se queremos desfrutar da vida que Ele nos deu, então sabemos que estamos somente peregrinando por aqui, portanto, não devemos nos preocupar em fixar residência, porque a nossa residência está em Jesus. Quem se preocupa em adquirir coisas aqui está abrindo mão da residência em Cristo. Se a nossa preocupação é viver confortavelmente aqui, viver desfrutando dos prazeres e luxo deste mundo, é porque não queremos viver em descanso no Senhor. Muitos dão desculpas de que Jesus condena somente a fortuna, ou o dinheiro, prosperidade, mal adquirida, ou seja, de maneira desonesta, mas não é esta a verdade, o que Cristo condena é qualquer preocupação em adquirir bens, riquezas aqui, pois elas nos afastam Dele.

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas. Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mateus 6:24-25). Jesus explica o porquê de as pessoas não deverem viver preocupadas em ser prósperas, ricas, em juntar coisas aqui. O dinheiro, a prosperidade é um deus, e não há condições de as pessoas servirem ao dinheiro, serem servas de riquezas e servas de Deus, porque, se formos servos do Senhor, não estamos preocupados com nada daqui, tão somente em aproveitar o tempo em que passamos aqui para viver na prática do Evangelho, para não somente sermos salvos, mas também conduzir muitas pessoas a Cristo. Se amamos Cristo, não temos prazer nas riquezas deste mundo, e se amamos as riquezas deste mundo, não temos prazer em servir a Cristo. Temos que aprender a confiar em Cristo e viver Nele, assim simplesmente trabalhamos para termos o suficiente para vivermos, e não temos preocupação em adquirir bens. Se temos condições de pagarmos aluguel, por que nos preocuparmos em fazermos financiamentos para comprar imóvel? Se estamos bem hoje, por que nos preocuparmos em fazer poupança para garantir nosso futuro, uma vez que não sabemos o que acontecerá no amanhã, pois pode ser que partamos ainda hoje? Por que nos preocupar com tanta coisa se não sabemos quando morreremos? Assim Jesus nos disse: que basta cada dia o seu mal. Se temos o que comer, beber e vestir, estejamos com isto contentes. “Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu Reino e a sua Justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” (Mateus 6:26-34).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perseverar