• Pr. Henrique Lino da Silva

Episcopado

“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.” (1 Timóteo 3:1)

O apóstolo Paulo, falando sobre os que desejam ser pastores, vai nos dar algumas orientações, que são ensinamentos que devem ser observados por todos, não só pelos pastores ou pelos que o desejam ser, mas principalmente por todos nós, pois teremos condições de avaliar se nas congregações existe um pastor bíblico ou não. A palavra “episcopado” significa pastorado, dado que as palavras gregas “epíscopos”, “poimen” e “presbítero” são de significado idêntico – bispo, pastor, presbítero ou ancião. Portanto, sabemos que, quando a Bíblia fala sobre bispos, presbíteros, ancião, está se referindo a pastor ou supervisor de igrejas, e não existe essa superioridade que alguns fazem crer. Por exemplo, muitos acham que quem usa o título de bispo é superior ao pastor, ou que o presbítero é inferior, o que não é verdade, todos são simplesmente pastores e supervisores de igrejas, responsáveis pelos templos, congregações do Senhor. Paulo, no capítulo anterior, no versículo 11, tinha deixado bem clara a questão de as mulheres não poderem exercer a função de pastor. O apóstolo Paulo é direto e diz que as mulheres têm que ficar caladas e não podem em hipótese alguma exercer qualquer função na igreja de autoridade sobre os homens. Mas, hoje em dia, para agradar a todos e especialmente as mulheres, com o intuito de aumentar a frequência em seus templos, muitas congregações, denominações não somente aceitam como incentivam. Assim, encontramos mulheres que se identificam como pastoras, bispas, apóstolas e outros títulos mais, e as pessoas aceitam, acreditam e as reverenciam, isto porque não meditam na Palavra de Deus, ou preferem ignorá-la, e acham que isso não tem nada a ver, pensam que, por estarem falando a Palavra de Deus, por haver várias pessoas o acompanhando e o seguindo, Deus está abençoando. Infelizmente, as pessoas acreditam em um dito popular que é uma mentira, pois afirmam que Deus escreve certo com linhas tortas, o que não é verdade, pois Deus escreve certo com linhas certas. O Senhor não usa nada que seja contra a sua Palavra, porque Ele quer ver a sua Palavra cumprida. Se assim fosse, Ele também poderia agir de várias maneiras de acordo com a sua conveniência conosco, mas Ele é Deus imutável e, com todos, branco, preto, amarelo, pobre, rico, Ele age de igual modo, e o modo de Ele agir se encontra em sua Palavra. Portanto, sabemos que Deus não permite que nenhuma mulher exerça a função de pastora, e todas que acham estar nessa posição estão em erro, em pecado. “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar.” (1 Timóteo 3:2). É necessário que o pastor – pois, como citamos anteriormente, quando se faz referência a bispo, estamos falando somente de pastor – seja irrepreensível: marido de uma só mulher. Não fala de mulher, esposa de um só marido. Portanto, está afirmando que o pastor, se for casado, tem que ser casado somente uma vez, não pode estar divorciado, separado ou em um recasamento. O pastor, se casado, tem que saber que não pode em hipótese alguma se separar da sua esposa, nem mesmo por causa de adultério, como muitos fazem crer. Aqui temos a confirmação de que o episcopado é para homem, e não para mulher, e esse homem tem que ser vigilante e sóbrio, ou seja, não pode ser uma pessoa que seja dada a bebidas, ou a qualquer outro meio de embriaguês, e jamais usar qualquer tipo de drogas. Honesto, hospitaleiro, ser uma pessoa sempre pronta para ajudar, socorrer o próximo e pronto para ensinar o Evangelho de Jesus Cristo. Além disso, deve estar pronto para aconselhar todos os que o procurarem, sempre pensando no bem-estar do próximo. É necessário que ele tenha conhecimento de que representa o Reino de Deus e, portanto, tem que agir como tal. “Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo.” (1 Timóteo 3:3-6). O pastor jamais pode ser uma pessoa violenta nem pode ser uma pessoa envolvida com negócios profanos, tem que viver sustentado pela igreja, ministério, e não pode ter um trabalho mundano ou em empresas, porque isso vai contra a Palavra de Deus. Por isso, quando ficamos observando pastores que criaram verdadeiros impérios, que têm empresas, sabemos que estão totalmente contra a Palavra de Deus. É dever da igreja sustentar o pastor, digo sustentar e não dar luxo, porque é necessário que ele esteja disponível vinte e quatro horas para atender aos que necessitarem, atender as urgências. Também deve saber educar os seus filhos, porque, se ele não tem condições de educar os seus filhos, como poderá ensinar, aconselhar a igreja do Senhor? Não se pode ser um neófito, ou seja, um novo convertido, pois, se ainda não conhece plenamente a Palavra e o Poder de Deus, como poderá ensinar e aconselhar? Para ensinarmos, devemos saber o que ensinamos. Todos nós deveríamos observar se a congregação à qual vamos se ela segue os preceitos estabelecidos pelo Evangelho, caso contrário, devemos nos afastar dela e procurar uma igreja bíblica. “Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo. Da mesma sorte os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não cobiçosos de torpe ganância; guardando o mistério da fé numa consciência pura. E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis. “(1 Timóteo 3:7-10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Palavra

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram