• Pr. Henrique Lino da Silva

Dispensação da Graça

“Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios; Se é que tendes ouvido a dispensação da Graça de Deus, que para convosco me foi dada; Como me foi este mistério manifestado pela revelação, como antes um pouco vos escrevi.” (Efésios 3:1-3)

O apóstolo Paulo fala que por causa do Evangelho, isto é, por viver, pregar, ensinar, respirar o Evangelho de Jesus Cristo, por causa de todos os irmãos, por quem ele faz questão de estar levando a mensagem da cruz, é ele é um prisioneiro em Cristo Jesus. Mas, quando analisamos com calma o Evangelho de Jesus Cristo, percebemos que, para sermos fiéis a Ele, devemos nos considerar prisioneiros em Cristo. Temos de saber que não podemos transpor o limite imposto pelo Senhor, que devemos viver exatamente o que Ele determina, assim, não vivemos preocupados com as coisas do mundo. O que o mundo considera como sendo de algum valor, nós consideramos como esterco, porque o cristão legítimo não se preocupa com coisas, bens materiais, preocupa-se sim em ajuntar tesouro no céu. Como prisioneiros em Cristo, fazemos somente o que Ele determina, portanto, dedicamos a nossa vida a viver em santidade, e fundamentalmente em falar do que o nosso coração está cheio, que é Jesus Cristo, não nos preocupamos com a maneira como o mundo nos odeia, porque sabemos que os prisioneiros são acusados e discriminados de uma forma geral, e conosco não seria diferente. Por esse motivo vivemos no Senhor e para o Senhor, sabendo que Ele vive e habita em nós. Assim como Paulo, falamos daquilo que conhecemos e recebemos, porque também recebemos este ministério do Senhor, que é o de levarmos a sua mensagem a todos, principalmente aos que pensam que são cristãos, mas que na verdade são somente religiosos. “Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo, o qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas.” (Efésios 3:4-5). Quando dedicamos tempo para examinar a Palavra de Deus, vemos que ela se renova e traz entendimento sobre pontos que os religiosos não entendem e não compreendem, somente examinando com muito afinco a Palavra de Deus, teremos compreensão de quem é Jesus, e de como podemos viver, agir para agradá-lo; temos que ser prisioneiros de bom comportamento. “A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo Evangelho; do qual fui feito ministro, pelo dom da Graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu Poder.”(Efésios 3:6-7). Devemos saber que para o Senhor não existe separação de raça, porque todos são iguais diante Dele, e o que deseja é tão somente que todos se arrependam, se convertam, venham entregar-se a Ele. Temos que compreender que existe somente um Deus, e que, para adorá-lo, é necessário ser como Ele determina, caso contrário, Ele não receberá como adoração e sim como ofensa, e os que o ofendem sofrerão por toda a eternidade. Mas a maioria que vive ofendendo o Senhor geralmente o faz por desconhecimento, achando que estão fazendo o certo, por isto a necessidade de levarmos a sua Palavra a todos, para que as pessoas o conheçam e abandonem seus pecados. Temos que falar de Cristo para todos, porque hoje os que mais precisam de conversão não são os declaradamente gentios, mas os que se autointitulam crentes, porque são religiosos e vivem ofendendo o Senhor com as suas orações, querem determinar como o Senhor deve ou não agir, exigindo bênçãos, fazendo desafios, tentando comprar bênçãos e fazendo shows, além de muitas vezes fazerem umas manifestações muito estranhas e tentarem creditar ao Senhor o seu Espírito. “A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do Evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.” (Efésios 3:8). Eu posso afirmar que me foi dada a graça de anunciar o Evangelho de Jesus Cristo no meio denominado gospel, evangélico, pregando para esses que vivem nesse meio e no engano, uma vez que não faltam pregadores de mentira e engano, que justificam o pecado das pessoas através de ofertas e campanhas, e que ensinam contra Cristo. E como as pessoas ainda são carnais, aceitam esses ensinos achando que a o compromisso do Senhor é em atender as suas vontades e desejos aqui. Poucos falam de salvação e exigem a santificação, o abandono de pecado, exigem a conversão das pessoas, porque, se assim fosse, não existiriam tantos erros no meio do povo que se diz crente. Falam em um crescimento evangélico, mas não vemos essa mudança em termo prático, isto porque as pessoas se convertem a uma denominação, a uma congregação ou até mesmo a um pregador e não a Cristo. Por isto prego, levo a mensagem, o Evangelho a todos, mas principalmente aos que se dizem crentes para que possam conhecer a verdade e abandonar os seus pecados, e virem para Cristo para que possam ser salvos Nele. “E demonstrar a todos qual seja a comunhão do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo.” (Efésios 3:9). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo