• Pr. Henrique Lino da Silva

Dignos de honra



“Todos os servos que estão debaixo do jugo considerem seus senhores dignos de toda honra, para que o Nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados. E os que têm senhores crentes não os desprezem, porque são irmãos; antes os sirvam melhor, porque eles, que se utilizam do seu bom serviço, são crentes e amados. Ensina estas coisas.” (1 Timóteo 6 :1-2).

O que aprendemos com o apóstolo Paulo aqui é que não importa o cargo que exerçamos, e nem se os nossos superiores são seguidores de Jesus ou não, se somos fiéis seguidores de Jesus, então devemos nos portar como tal. Sempre e em todas as situações devemos mostrar que somos diferentes, que não praticamos o mundo, porque, se estamos trabalhando, por mais que seja um simples trabalho, mostramos a face de Cristo, pois nos esforçamos e fazemos da melhor forma possível, com todo amor e dedicação, mesmo se estivermos sendo mal remunerados, porque sabemos que tudo o que nos acontece é vontade e permissão do Senhor, portanto, tudo o que fizermos devemos fazer como se estivéssemos trabalhando como se o nosso patrão, nosso chefe fosse o Senhor, o que de fato o é. Se os nossos superiores, nossos patrões são seguidores de Cristo, temos motivo a mais para nos dedicarmos mais ainda ao nosso trabalho, sabendo que estamos trabalhando para pessoas que também temem e amam o Senhor. “Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro; e, de fato, é grande fonte de lucro a piedade com o contentamento.” (1 Timóteo 6:3-6). Se há pessoas dizendo, vivendo, ensinando de maneira contrária, sabemos que não são seguidores de Cristo, mas que, no máximo, são pessoas religiosas, que seguem tradições e doutrinas de homens e não conhecem o Senhor. Por pensarem de maneira diferente, são pessoas que vivem em brigas, discussões e teorias loucas, objetivando sempre levar vantagens, destes temos que nos distanciar.

“Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar; tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes. Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição.” (1 Timóteo 6:7-9). Nascemos pelados, e sem roupas partiremos daqui, uma vez que não trouxemos absolutamente nada para cá, e nada conseguiremos levar. Entretanto, o nosso tempo aqui, a maneira como vivemos aqui é que vai determinar se seremos salvos ou iremos padecer por toda a eternidade. Por isto, se somos inteligentes, se temos o mínimo de inteligência, sabemos que devemos, o tempo que passarmos aqui nessa peregrinação, nos dedicar a servir ao Senhor, fazer a sua vontade, pois disto dependerá a nossa vida. Assim, não nos preocupemos com dinheiro e bens materiais, preocupemo-nos somente em ter o que comer e beber todos os dias, e mesmo isto sabemos que é o Senhor que nos provém. Agora as pessoas que imaginam, pensam, ou que lhes ensinam que o Senhor as deseja, que desejam ser ricas, abastadas, e por isso tudo fazem para alcançar fortunas, elas, sem perceber, se afastam do Senhor e começam a ser escravizadas pelo dinheiro, que é um deus (mamom), e assim, com certeza, não têm condições de servir ao Senhor, uma vez que é impossível servir a dois senhores, a dois deuses. Portanto, devemos dedicar as nossas vidas, o tempo que nos resta aqui, seja para adorar o Senhor, fazer a sua vontade, independentemente de que a nossa carne reclame e grite. “Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.” (1 Timóteo 6:10-11).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo