• Pr. Henrique Lino da Silva

Cuidado com a língua



“Sabei isto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.” (Tiago 1:19-20)

Tiago, sendo usado pelo Espírito de Deus, nos fala, ensina que devemos sempre estar prontos, preparados para ouvir, para aprender, mas demorar a abrir as nossas bocas, porque quando falamos somente de maneira emotiva, quando não falamos segundo a sã doutrina, pecamos, porque falamos segundo a carne, e a nossa carne nos conduz ao caminho oposto ao Senhor. Temos que sempre ouvir, meditar bem na Palavra de Deus, entender, compreender de maneira clara o que o Senhor está nos falando, e não buscarmos interpretação de acordo com a nossa vontade e querer. Temos que procurar sempre evitar ficar irados, porque, quando estamos irados, falamos e fazemos coisas que não deveríamos, e depois nos arrependemos pelo nosso comportamento no calor da ira, mas muitas vezes esse arrependimento é tardio. Fomos ensinados que em hipótese alguma devemos ir dormir irados, com raiva, mas isto não quer dizer que durante o dia podemos ficar irados sem problemas, porque, a bem da verdade, a ira demonstra descontrole, e o Espírito de Deus não está onde existe descontrole. “Pelo que, despojando-vos de toda sorte de imundícia e de todo vestígio do mal, recebei com mansidão a Palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas.” (Tiago 1:21). Assim, sabemos que devemos abandonar toda imundície, toda carnalidade, tudo o que vem de baixo, e devemos nos revestir do que é do alto, nos revestir de santidade, de pureza. Não podemos falar que somos cristãos e vivermos agindo de acordo com a nossa vontade, com nossos desejos terrenos, com raiva, de maneira egoísta, e dando a entender que somos sabedores e conhecedores de toda a verdade, quando não sabemos de nada. Vamos receber a Palavra de Deus com todo amor, vamos colocar em prática o Evangelho, para que possamos de alguma forma alcançar a salvação, porque só por citar, falar o Nome do Senhor (que é Santo para todo o sempre amém) ou por ler a Bíblia, por cantar músicas, ou frequentar templos denominacionais não nos capacita ou nos elege viver no Reino. Também não adianta viver em constante oração ou jejuns se não estivermos vivendo em obediência ao Senhor, nada conseguiremos, pois só demonstramos a amor a Ele pela nossa obediência a sua Palavra.

“E sede cumpridores da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Pois se alguém é ouvinte da Palavra e não cumpridor, é semelhante a um homem que contempla no espelho o seu rosto natural; porque se contempla a si mesmo e vai-se, e logo se esquece de como era.” (Tiago 1:22-24). Devemos nos esmerar, dedicar e tudo fazermos para cumprirmos a Palavra de Deus, porque, se a estivermos cumprindo, sendo obedientes, então estaremos amando-o, estaremos fazendo a sua vontade. Precisamos saber que somos seres espirituais e o nosso Deus é Espírito, portanto, devemos amar de maneira espiritual, e não de maneira natural, emocional. Assim como nós nos olhamos em um espelho e observamos os nossos rostos, mas tão logo saímos da frente do espelho já não mais nos lembramos das nossas faces, não lembramos com exatidão como somos, assim também são as pessoas que leem a Bíblia, que ouvem a Palavra, mas não a colocam em prática. Em todo o tempo, o Senhor nos chama à obediência, por isto somos chamados de ovelhas, que são animais obedientes e dóceis. As ovelhas até mesmo para beberem água aguardam a chegada do seu pastor, ao contrário do bode, que é agressivo, violento, rebelde, e a esses são comparados todos os que não obedecem ao Senhor, que é o nosso Pastor. “Entretanto aquele que atenta bem para a lei perfeita, a da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas executor da obra, este será bem-aventurado no que fizer. Se alguém cuida ser religioso e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a sua religião é vã.” (Tiago 1:25-26). Obedecer ao Senhor, praticar o seu Evangelho, tomarmos muito cuidado com o que falamos, e, quando falamos, porque Jesus nos ensinou que devemos tomar muito cuidado com o que sai das nossas bocas, e não com o que entra, devemos viver em constante vigilância. “A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.” (Tiago 1:27).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo