• Pr. Henrique Lino da Silva

Criancinhas



“E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo.” (1 Coríntios 3:1)

Muitas vezes não podemos falar de maneira clara sobre determinados assuntos a algumas pessoas que se identificam como crentes, evangélicas, porque, se falarmos, elas não entenderão, ou poderão até mesmo se escandalizar, porque a maneira como elas aprenderam é totalmente diferente do Evangelho de Jesus Cristo. Creio que a maioria dos que se intitulam crentes não conhecem o Cristo da Bíblia, mesmo porque ainda estão presos em doutrinas e preceitos dos homens, que só servem para escravizar as pessoas e as impedir de conhecer o Senhor. Portanto, temos que ser cautelosos com as pessoas ao pregar, ao falar do Senhor para elas, umas vez que há assuntos que elas desconhecem totalmente, e muitas vezes preceitos do Senhor para elas são considerados pecados. Não pensam ou falam assim por maldade, mas por desconhecimento, ou porque lhes ensinaram de maneira errada. Portanto, devemos imitar Jesus dando exemplos e contando histórias para fazer com que as pessoas compreendam de uma maneira não muito agressiva. Devemos ter como exemplo Jesus, que sempre estava contando uma parábola, que é uma maneira ilustrada de se referir a determinado assunto. Nós, os que sabemos um pouco mais, que temos ou achamos que temos um pouco mais de conhecimento do Senhor, devemos ser pacientes com os que ainda vivem tropeçando. “Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podeis suportar; nem ainda agora podeis; porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens?” (1 Coríntios 1:2-3). As pessoas ainda confundem a Graça de Cristo com coisas deste mundo, porque vão em busca Dele, mas com pedidos que muitas vezes são pecado e vão contra os seus ensinamentos. Acham que é algo que não é prejudicial a ninguém, que não causa prejuízo ou dano a outras pessoas, que é a vontade do Senhor que ela tenha e desfrute de alguma coisa, mas não perceberam que isso é prejudicial a elas mesmas, e portanto é pecado, e assim não podem jamais pedir ou clamar ao Senhor por tal coisa. Por tal motivo, devemos sempre orientar, aconselhar as pessoas a lerem, a meditarem na Bíblia, especialmente no Novo Testamento, porque lá vamos encontrar com Jesus e Ele responderá às nossas dúvidas e questionamentos.

“Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens? Pois, que é Apolo, e que é Paulo, senão ministros pelos quais crestes, e isso conforme o que o Senhor concedeu a cada um?” (1 Coríntios 1:4-5). Infelizmente nos deparamos com as pessoas que, para se identificarem como crentes, religiosas, elas se identificam por uma denominação, como se assim estivessem garantindo que são servas do Senhor. Mas a maneira correta de nos identificarmos como cristãos é sempre dizermos que somos seguidores de Jesus e sempre estarmos atentos ao lugar onde congregamos, se realmente lá é ensinada, pregada e vivida a Palavra de Deus, caso contrário, devemos mudar, devemos procurar congregar em uma denominação bíblica. Não importa onde iniciemos a nossa conversão, onde fomos batizados, se durante a nossa caminhada, nosso aprendizado, descobrirmos que ali onde começamos não se ensina ou se viva de acordo com a Palavra de Deus, então devemos abandonar, sair e ir para uma outra onde o Evangelho seja pregado. Temos que ensinar, deixar claro que denominação não é nada, nós devemos ser filiados não a uma congregação, mas filiados ao Reino de Deus, temos que abolir essa questão de filiar-se em denominação, e sim sermos filiados a Jesus Cristo. “Eu plantei; Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.” (1 Coríntios 1:6-7). Não importa o porquê estamos ou iniciamos em uma congregação, denominação, se foi porque amigos nos levaram, nossos parentes, ou por um simples convite em um momento de desespero. Importa que ali onde iniciamos também foi usado pelo Senhor para abrir os nossos olhos, para nos mantermos Nele, na Doutrina Dele, e não na de homens. Por isto não podemos nos envergonhar ou ficar temerosos de sair, mudar, trocar de congregação, porque o importante é estar no Senhor. Somente Ele poderá nos salvar. “Ora, uma só coisa é o que planta e o que rega; e cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.” (1 Corintos 1:8-9).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo