• Pr. Henrique Lino da Silva

Conheço as tuas obras



“Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro: Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos; e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.” (Apocalipse 2:1-4)

Jesus, dizendo ao pastor (anjo da igreja) que conhece as obras dele, o trabalho e a perseverança, também sabe que esse pastor não consegue suportar as pessoas más e que ele fez com que os que se dizem apóstolos, mas na verdade não eram, se expusessem. Primeiro, temos que entender como sabemos, ou melhor, afirmamos que é Jesus quem está dizendo, e para isto basta voltarmos ao capítulo 1 que veremos Jesus se declarando, dizendo quem é, portanto, não resta nenhuma dúvida de que foi Ele quem mandou o apóstolo João escrever essa revelação. Segundo, essa carta é endereçada não somente ao pastor da igreja em Éfeso, mas a todos os pastores das igrejas do Senhor, porque há muitos pastores que lutam, principalmente hoje em dia, que batalham para cuidar da igreja, para ensinar o verdadeiro Evangelho, mas se deparam com os falsos ensinamentos dos falsos profetas, falsos apóstolos, falsos bispos, que trazem ensinamentos diferentes e contrários a Cristo. Esses fazem questão de distorcer a Palavra de Deus para agradar as pessoas, mimando-as com mentiras e oferecimentos estranhos que Jesus não prometeu. Basta observarmos quantos se intitulam apóstolos, quando a Bíblia nos mostra que não existe nenhum apóstolo nos dias de hoje, uma vez que o último dos apóstolos foi Paulo. Pastores perseveram e lutam de maneira incansável, para que não haja corrupção no Evangelho, mas as pessoas, o mundo está se voltando contra os ensinamentos verdadeiros. E esse pastor ainda estava errando, pois, sentindo-se cansado, começou a esfriar, já não era mais como começou. Assim são muitos os pastores, que ainda querem viver a verdade, mas já não lutam com tanta intensidade como no início, estão se deixando vencer.

“Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres. Tens, porém, isto, que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço.” (Apocalipse 2:5-6). Apesar de ser constante a luta que um pastor, um verdadeiro homem de Deus enfrenta, não pode de maneira nenhuma desistir ou concordar com os nossos adversários. Digo adversários porque, na verdade, é o que são, uma vez que todos que pregam e ensinam mentiras estão a serviço do diabo, e o pai da mentira é o diabo, consequentemente, todos os maus obreiros são nossos adversários, e não podemos deixar-nos vencer por eles. Assim, por mais que vejamos as pessoas proferindo ensinos e pregações mentirosas, nós devemos perseverar sempre levando a verdade, mesmo que todos nos abandonem. Não temos a obrigação de tentar segurar ovelhas, membros da nossa congregação, mas temos a obrigação, o dever de sempre pregar a verdade e nunca esmorecer. Não basta não concordar com eles, é necessário mostrar, deixar isso claro e perseverar sempre com a verdade, sem jamais esmorecer. Temos que lembrar como éramos no início, combatentes e defensores da verdade, e voltarmos a agir com o mesmo entusiasmo, independentemente do quanto criticados, ofendidos e abandonados formos. O importante é não abandonarmos Jesus, o importante é jamais tolerarmos o erro, independentemente do que nos possa acontecer. Não basta não concordarmos com o erro, é necessário o condenarmos, porque nos calarmos é a mesma coisa que concordar, não podemos ser covardes e termos medo de vir a sofrer, pois o maior sofrimento será padecermos por toda a eternidade. Temos que gritar aos quatro cantos do mundo as verdades do Senhor, as pessoas gostando ou não. Mesmo que todos venham a concordar com os falsos apóstolos, os falsos pregadores, que venham a abraçar os falsos ensinos, nós devemos perseverar em pregar a Verdade, doa a quem doer. “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no Paraíso de Deus.” (Apocalipse 2:7).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perseverar