• Pr. Henrique Lino da Silva

Conformidade com a sua Palavra



“Paulo, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o pleno conhecimento da verdade que é segundo a piedade, na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos, e no tempo próprio manifestou a sua Palavra, mediante a pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador; a Tito, meu verdadeiro filho segundo a fé que nos é comum, Graça e Paz da parte de Deus Pai, e de Cristo Jesus, nosso Salvador.” (Tito 1:1-4)

O apóstolo Paulo inicia essa carta se identificando, dizendo quem é, o que faz e para quem, pois deixa claro que é um servo, um apóstolo não de homens ou de uma denominação qualquer, mas do Senhor Jesus Cristo. Também explica sobre a fé dos eleitos, ou seja, das pessoas que foram chamadas, escolhidas por Deus para viver pela fé. Não podemos ser ignorantes a esse respeito, porque, se estamos na presença do Senhor, vivendo em conformidade com a sua Palavra, na prática da fé, isso não é mérito nosso, mas simplesmente porque o Senhor nos escolheu e nos chamou, temos que entender que tudo é Ele. Antes mesmo da fundação do mundo, a Promessa da Salvação através de Jesus já existia, e aconteceu quando Jesus se manifestou em carne e chamou pessoas para conhecê-lo e levar a sua mensagem a todos os seus escolhidos. E somos felizes porque fomos escolhidos, a Palavra, a Mensagem chegou até nós, e o Senhor fez com a recebêssemos e a aceitássemos e a levássemos adiante. Depois de Paulo explicar tudo, e inclusive para quem é essa carta, ele saúda com os cumprimentos cristãos. “Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem o que ainda não o está, e que em cada cidade estabelecesses anciãos, como já te mandei; alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, tendo filhos crentes que não sejam acusados de dissolução, nem sejam desobedientes.” (Tito 1:5-6). Ele agora explica por que deixou Tito em Creta: era para ele levantar, escolher, separar homens comprometidos com a Palavra para colocá-los como responsáveis pelas congregações. Em outras palavras, para Tito escolher pastores homens e não mulheres, e se casados, somente uma vez, para serem pastores.

“Pois é necessário que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro de Deus, não soberbo, nem irascível, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; mas hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, temperante; retendo firme a Palavra fiel, que é conforme a Doutrina, para que seja poderoso, tanto para exortar na Sã Doutrina como para convencer os contradizentes.” (Tito 1:7-9). Quando a Bíblia se refere a bispo, presbítero, está falando de supervisores de congregações, que, na verdade, nada mais são do que pastores locais. Então Paulo diz a Tito para prestar atenção às pessoas que ele escolher, que precisam ser homens sérios e praticantes do Evangelho, como vemos escrito. Quando observamos as qualificações exigidas, entendemos que a maioria que se autointitula pastores, hoje, não está qualificada para esse ministério, esse chamado. Ser pastor é um chamado, as pessoas que aceitam esse chamado não podem estar preocupadas com as coisas deste mundo e nem preocupadas com elas mesmas, elas têm que viver em Jesus, preocupadas em fazer a vontade de Cristo. Essas recomendações de Paulo são válidas até hoje e deveriam ser colocadas em prática, mas, até por falta de uma legislação pertinente, hoje qualquer um pode se autointitular pastor e abrir uma congregação. Em virtude dessas desorganizações é que existe todo tipo de evangelho sendo pregado, a maioria é carnal e contra o Senhor. Por isto a necessidade de sempre meditar na Palavra do Senhor, para não ser enganado por esses falsos pregadores, falsos evangelhos. “Porque há muitos insubordinados, faladores vãos, e enganadores, especialmente os da circuncisão, aos quais é preciso tapar a boca; porque transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância. Um dentre eles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, glutões preguiçosos. Este testemunho é verdadeiro. Portanto repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé, não dando ouvidos a fábulas judaicas, nem a mandamentos de homens que se desviam da verdade.” (Tito 1:10-14).

Leiam e pratiquem Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perseverar