• Pr. Henrique Lino da Silva

Batismo com o Espírito Santo

 


“E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo tendo atravessado as regiões mais altas, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, perguntou-lhes: Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes? Responderam-lhe eles: Não, nem sequer ouvimos que haja Espírito Santo. Tornou-lhes ele: Em que fostes batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo respondeu: João administrou o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que após ele havia de vir, isto é, em Jesus. Quando ouviram isso, foram batizados em Nome do Senhor Jesus. Havendo-lhes Paulo imposto as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam em línguas e profetizavam. E eram ao todo uns doze homens.” (Atos 19:1-7)

 

         Aqui neste relato ficamos sabendo de quando o apóstolo Paulo foi a Éfeso e deparou com os novos convertidos, que tinham sido batizados somente nas águas, com o batismo de arrependimento, e nem mesmo sabiam da existência do Espírito Santo. Eles tinham recebido ensinamentos de maneira parcial, ou seja, quem os evangelizou não tinha também o ensinamento completo, pois não havia falado sobre o principal, não havia falado sobre Jesus, uma vez que o Espírito é do Senhor. Portanto, Paulo teve que explicar e depois orou com eles. E então eles receberam o batismo com o Espírito Santo, e logo após estavam falando em línguas, que era uma evidência de que foram batizados, porque eram pessoas incrédulas, e tornou-se necessário esse sinal para que eles mesmos soubessem que tinham recebido o batismo. Mas hoje em dia não podemos esperar que todos os que sejam batizados com o Espírito Santo na hora comecem a falar em línguas e profetizar, porque são dons, e o Senhor dá a cada um o dom que acha necessário para a edificação da igreja. Vejo muitas pessoas afirmarem que, para serem batizadas no Espírito Santo, têm que falar em línguas, e por esse motivo vemos muitas pessoas fingindo falar em línguas, quando, na verdade, estão somente repetindo algumas palavras incompreensíveis que ouviram de outros.

          “Paulo, entrando na sinagoga, falou ousadamente por espaço de três meses, discutindo e persuadindo acerca do Reino de Deus.” (Atos 19:8). O principal é procurarmos conhecer o Evangelho de Jesus Cristo para vivermos, obedecermos e ensinarmos, e assim evitar estar incorrendo em erro, como aqueles que tinham evangelizado em Éfeso, uma vez que nem mesmo tinham ensinado sobre o Espírito Santo, e não há como falarmos de Jesus Cristo sem falar no Espírito de Deus. Se queremos ser cristãos, devemos buscar sempre aprender mais e mais. Hoje temos a Bíblia completa disponível para todos, e assim não existe justificativa para um suposto cristão falar que não tem como conhecer o Senhor. Paulo durante noventa dias ficou indo constantemente à igreja deles pregando, ensinando sobre Jesus, sobre o Espírito Santo, e muita gente se converteu ao Senhor.  Não podemos ter medo de pregar o Evangelho, temos que falar com ousadia, temos que mostrar para as pessoas que, se elas não se arrependerem, se não abandonarem os seus pecados e se converterem a Cristo, vão padecer por toda a eternidade. Depois que partirem daqui, não adiantam orações, missas de sete, 15 ou trinta dias, não adianta a intercessão de alguém, porque nada mais poderá separá-los das trevas, que os levará para sempre. Portanto, é nosso dever alertar as pessoas para que possam escapar de tão grande tragédia. “Mas, como alguns deles se endurecessem e não obedecessem, falando mal do Caminho diante da multidão, apartou-se deles e separou os discípulos, discutindo diariamente na escola de Tirano.” (Atos 19:9). Paulo, quando pregou, nem todos o aceitaram, e muitos na verdade se levantaram contra ele, mas isso não foi motivo para ele desistir, ao contrário, serviu como combustível para incentivá-lo a permanecer ainda mais tempo pregando, e muitas almas se converteram ao Senhor. Assim sabemos que a nossa obrigação é pregar, ensinar o Evangelho sabendo que a maioria das pessoas não irá concordar, e seremos rejeitados por muitos, mas perseveraremos em Nome de Jesus. “Durou isto por dois anos; de maneira que todos os que habitavam na Ásia, tanto judeus como gregos, ouviram a Palavra do Senhor.” (Atos 19:10).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Promessa