• Pr. Henrique Lino da Silva

Arca do tesouro



“E, olhando Ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.” (Lucas 21:1-4) Jesus, quando estava no templo, algumas vezes ficava próximo ao Gazofilázio (local onde as pessoas colocam seus dízimos e ofertas) e observava as pessoas devolverem os seus dízimos e ofertarem. Numa dessas vezes, ficou observando os ricos colocarem ali as suas ofertas fazendo questão de mostrar que estavam ofertando muito, para que todos soubessem que eram ofertantes, eram generosos. Também observou que uma pobre viúva veio e devolveu, ou ofertou, duas pequenas moedas. Então Jesus falou trazendo ensinamento sobre esse fato, porque Ele elogiou a mulher, aquela viúva, que veio e depositou no Gazofilázio tudo o que ela tinha, ou seja, a fé dela era tamanha que ela se entregou totalmente ao Senhor. Já os ricos que vinham e depositavam ali grandes valores estavam ofertando algo que não lhes ia fazer a menor diferença, eram valores altos, mas de quem tinha muito. Portanto, eles estavam fazendo algo que, na verdade, não lhes ia fazer nenhuma diferença. Jesus elogiou a viúva porque ela mostrou de maneira clara que amava o Senhor, porque, assim como ela havia ofertado tudo o que tinha em termos de dinheiro, com certeza estava entregando sua vida, seu coração, tudo ao Senhor, confiando plenamente Nele. Já os ricos estavam simplesmente colocando dinheiro no Gazofilázio, e o Senhor não está preocupado com dinheiro. Muitos pregadores usam essa passagem para justificar os seus pedidos de ofertas, para justificar as suas extorsões, dizendo que as pessoas têm que dar tudo o que possuem, mas não é isso que o Senhor está falando. Jesus está nos ensinando a nos entregarmos a Ele, não está pedindo dinheiro ou exigindo que as pessoas doem, ofertem tudo o que têm. Temos que ofertar nós mesmos, entregarmos as nossas vidas a Ele, confiar Nele. “E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse: Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada.” (Lucas 21:5-6). Ainda no templo alguns discípulos estavam mostrando as grandezas, o luxo do templo, mas Jesus logo os interrompeu, mostrando-lhes que tudo aquilo seria destruído, que nada ficaria. Realmente não ficou, vemos que não existe mais o templo, e agora estão pensando em reconstruí-lo. Assim também vemos hoje pastores, ou algumas denominações se esmerarem em construir templos faraônicos, enormes, com todo o luxo. Já há algum tempo observamos que parece haver uma disputa entre as denominações, cada uma querendo construir um templo maior do que a outra. Hoje encontramos templos que parecem shopping, pois neles se encontra tudo: lojas, livrarias, restaurantes, lanchonetes, grandes estacionamentos, e para o nosso espanto alguns têm até academias. Mas falta a Palavra, o Evangelho de Jesus Cristo, pois essas igrejas, congregações são verdadeiras empresas preocupadas em ganhar dinheiro, em crescer. Como são grandes, exige-se maior gasto, e com isso os seus pregadores, além de venderem de tudo, se esmeram em pedir ofertas, fazerem campanhas, desafios e tudo mais, usarem a Palavra de Deus de maneira errada, em benefício próprio. Infelizmente, como muitos não leem as suas Bíblias, não meditam como deveriam na Palavra de Deus, acham que estão certos em frequentar esses locais, pois são templos abençoados, já que foi o Senhor quem fez eles prosperarem e os fez grandes. Não perceberam que o Senhor quer somente que divulguemos o seu Evangelho, e Ele nos levantou como pastores para cuidar de ovelhas, não para sermos comerciantes da fé. “E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer?” (Lucas 21-7). Após Jesus dizer que tudo seria destruído, os discípulos ficaram preocupados e lhe questionaram sobre quando isso aconteceria e se existiria algum sinal que identificasse que estavam próximos esses acontecimentos. As pessoas sempre ficam preocupadas com as coisas materiais, sendo que deveriam se preocupar com as espirituais. Devemos nos preocupar em ser o Evangelho, pregar, ensinar, viver, para que as pessoas venham a conhecê-lo e assim se convertam e sejam salvas, sabendo que as nossas recompensas as receberemos com o Senhor. Por isso, não é o luxo de um templo, não é um show que resgatará as pessoas, muito menos as grandiosidades de um templo, e sim o Evangelho de Jesus Cristo. Sabemos que templos menores têm condições de dispensar mais atenção, ensinar mais o Evangelho, e as pessoas de receberem cuidados de ovelhas. Não podemos esquecer que tudo vai passar, tudo vai acabar, Jesus está voltando. “Disse então Ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu Nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles.” (Lucas 21:8). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco. O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Paz