• Pr. Henrique Lino da Silva

Andai enquanto tendes a Luz



“Disse-lhes então Jesus: Ainda por um pouco de tempo a Luz está entre vós. Andai enquanto tendes a Luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai. Enquanto tendes a Luz, crede na Luz, para que vos torneis filhos da Luz. Havendo Jesus assim falado, retirou-se e escondeu-se deles. E embora tivesse operado tantos sinais diante deles, não criam Nele; para que se cumprisse a palavra do profeta Isaías: Senhor, quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor? Por isso não podiam crer, porque, como disse ainda Isaías: Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos e entendam com o coração, e se convertam, e eu os cure. Estas coisas disse Isaías, porque viu a sua Glória, e Dele falou.” (João 12:35-41)

 

              Jesus explica para as pessoas que Ele é a Luz e que todos devem andar enquanto têm Luz, porque, quando se anda, caminha nas trevas, quando não há Luz, não se sabe para onde vai, e acaba caindo em buraco, em abismos. Luz quer dizer conhecimento, quando estamos na Luz, quando estamos em um ambiente iluminado, tudo vemos, e discernimos tudo, entretanto, quando estamos em um local que está na escuridão, em trevas, saímos batendo, tropeçando em tudo porque não sabemos para onde estamos indo. Assim somos nós, quando estamos em Jesus, quando estamos na verdadeira Luz que é Ele. Quando temos conhecimento do seu Evangelho, da sua Verdade, sabemos para onde estamos indo, e vemos onde há abismos, armadilhas, e nos desviamos, porque vemos tudo, e assim caminhamos de maneira reta em direção à Vida, assim sabemos que todas as pessoas que não estão em Cristo, que estão perdidas, estão nas trevas. Claro que o mundo não aceita essa verdade, não aceitava no passado, não aceita atualmente e nem aceitará no futuro, prova tal que, quando Jesus acabou de assim falar, teve que sair fugindo, pois eles queriam pegá-lo, matá-lo, mas Ele não permitiu, pois Ele estava na Luz, que era o Pai, além de Ele mesmo ser a Luz, e sabia que não era a hora de se deixar ser preso.

         “Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram Nele; mas por causa dos fariseus não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens do que a Glória de Deus.Clamou Jesus, dizendo: Quem crê em mim, crê, não em mim, mas naquele que me enviou. E quem me vê a mim, vê Aquele que me enviou. Eu, que sou a Luz, vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.” (João 12:42-46). As pessoas que estão no mundo, que amam os prazeres do mundo, não querem a Luz, para que suas trevas não sejam reveladas, porque os pecados são trevas que impedem as pessoas de caminharem de maneira reta em direção à Vida, que é Jesus.  Tudo que é ilegal, que é crime, tudo que é contra a Palavra de Deus é trevas, e essas trevas impedem as pessoas de verem, de enxergarem por onde andam, e assim cairão nas trevas. Mas, como amam mais as trevas, os prazeres do mundo do que a Cristo, o Conhecimento, a Verdade, não serão curadas dos seus pecados e padecerão por toda a eternidade. Mas quando Jesus estava pregando, ensinando essas verdades, logo depois teve que sair correndo. Muitas pessoas creram, inclusive autoridades, mas eram covardes demais para assumirem, pois tinham medo dos fariseus, tinham medo de serem expulsos do meio religioso, portanto, amavam mais o mundo do que a Cristo. Jesus deixou bem claro que Ele era a Luz, o conhecimento, e que quem o tinha estava na Luz, tinha conhecimento e sabia por onde e para onde ia. Por isto é necessário estarmos em Cristo, estarmos no Evangelho, é necessário sempre meditarmos em sua Palavra para podermos conhecê-lo, para que possamos estar na Luz e não sermos enganados facilmente por toda sorte de doutrinas, para não cairmos no abismo. “E, se alguém ouvir as minhas palavras, e não as guardar, eu não o julgo; pois eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeita, e não recebe as minhas palavras, já tem quem o julgue; a Palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia. Porque eu não falei por mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, esse me deu mandamento quanto ao que dizer e como falar. E sei que o seu mandamento é vida eterna. Aquilo, pois, que eu falo, falo-o exatamente como o Pai me ordenou.” (João 12:47-50).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perseverar