• Pr. Henrique Lino da Silva

Alegremos no Senhor



“Quanto ao mais, irmãos meus, regozijai-vos no Senhor. Não me é penoso a mim escrever-vos as mesmas coisas, e a vós vos dá segurança. Acautelai-vos dos cães; acautelai-vos dos maus obreiros; acautelai-vos da falsa circuncisão. Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne.” (Filipenses 3:1-3)

A recomendação é esta, que no mais nos regozijemos, nos alegremos no Senhor; devemos sempre viver em estado de alegria se realmente conhecemos o Senhor. Realmente é muito difícil entender pessoas que dizem conhecer Cristo, ser seguidoras do Senhor e que estão caminhando em direção ao Reino, viverem de maneira triste, sempre reclamando, lamentando, murmurando. Somente por viverem assim, sabemos que essas pessoas não o conhecem e não são suas seguidoras, porque, se fossem, com certeza seriam pessoas alegres. Não existe nada neste mundo, nada que aconteça que possa nos entristecer, porque sabemos e conhecemos este mundo que está morto no diabo, então nada tão terrível que possa acontecer pode nos impressionar. Temos que compreender que as lutas, as perseguições, as lutas em nossas vidas são esperadas, portanto, não nos entristeçamos com nada, ao contrário, vivamos em constante alegria, porque sabemos para onde iremos e como iremos viver por toda a eternidade. Não sabemos a hora da nossa partida, mas sabemos que pode ser a qualquer momento, por isto procuramos viver sempre na expectativa almejando o nosso encontro com o Pai. Assim, vivamos de maneira alegre e felizes, porque isto é ser cristão. O apóstolo Paulo ainda recomenda que tomemos muito cuidado com os maus obreiros, com os que pregam e ensinam evangelhos diferentes, os que não ensinam Jesus Cristo como Ele realmente é. Não podemos cansar ou nos enfadar em sempre estar repetindo as mesmas coisas, porque só através do conhecimento é que vem a prática do Evangelho e, consequentemente, a salvação dos que aceitam, se submetem ao Senhor. Não podemos negar que são muitos os falsos obreiros, as falsas igrejas evangélicas, os que ensinam contra Cristo, por isto devemos sempre estar em alerta, para não nos transformarmos somente em meros religiosos.

“Se bem que eu poderia até confiar na carne. Se algum outro julga poder confiar na carne, ainda mais eu: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei fui fariseu; quanto ao zelo, persegui a igreja; quanto à justiça que há na lei, fui irrepreensível. Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo; sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo, e seja achado Nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; para conhecê-lo, e o Poder da sua ressurreição e a participação dos seus sofrimentos, conformando-me a Ele na sua morte, para ver se de algum modo posso chegar à ressurreição dentre os mortos.” (Efésios 3:4-11). Paulo teve ensinamentos exemplares para os judeus, pois foi criado aos pés de Gamaliel, e sempre praticou o judaísmo, sempre viveu em conformidade com a lei de Moisés, mas isso foi só até conhecer Jesus, até ser chamado pelo Senhor, pois, quando isto aconteceu, ele abandonou tudo e passou a ser somente servo de Cristo. Antes era Saulo de Tarso, respeitado e temido, um religioso com grande conhecimento, mas depois que o Senhor o chamou, passou a ser simplesmente Paulo, o servo humilde do Senhor, e observem que ele diz que todo o conhecimento e respeito que tinha antes ele considera com esterco. Assim tem que ser com todos nós, o que conhecemos e sabemos nada vale, é como esterco, pois só importa o que conhecemos do Senhor. Temos que aprender a viver Cristo, e tudo o que fizermos ou desejarmos que venha de Cristo, e não aceitar nada do mundo. “Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus.” (Filipenses 3:12).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perseverar